Brasil

Publicada em 15/06/22 às 21:00h - 8 visualizações
Biblioteca Pública Epiphânio Dória comemora 174 anos nesta quinta, 16

Rádio Princesa da Serra AM 830 khz

 (Foto: Rádio Princesa da Serra AM 830 khz)

A Biblioteca Pública Epiphânio Dória (BPED), ligada à Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), comemora nesta quinta-feira, 16 de junho, 174 anos de existência. Para celebrar a data, a equipe gestora da instituição realizou uma comemoração especial na manhã desta quarta-feira, 14, com a presença de alunos da rede estadual, professores, escritores e personalidades da cultura sergipana. A programação teve início no auditório da biblioteca, onde os convidados assistiram um vídeo sobre a história dessa importante casa de cultura. A diretora da biblioteca, Juciene Maria Santos de Jesus, que está à frente da gestão há sete anos, mostrou-se bastante emocionada ao falar da sua trajetória com a leitura e com a instituição.

“Sinto-me honrada em estar à frente dessa instituição de tamanha grandeza, uma biblioteca que é referência no Estado de Sergipe. É um local que tem história de personalidades marcantes que passaram por aqui. A Biblioteca Pública Epiphânio Dória é um espaço de integração social e de inclusão, um local para todas as pessoas sem distinção”, declarou. Ela explicou que a BPED salvaguarda um acervo de cerca de 200 mil livros, documentos e obras do mundo inteiro, além de livros raros

A comemoração dos 174 anos da BPED também contou com a exposição “A Casa de Epiphânio Dória”, composta por fotografias que retratam toda a história da biblioteca. Todo esse acervo de imagens e informações foi levantado pelo funcionário Ricardo Gama, por meio de intensas pesquisas. A exposição estará disponível para visitação até o dia 5 de julho. Ainda no hall de entrada, junto à exposição, estava à mostra um busto de Epiphânio Dória, importante personalidade sergipana que foi diretor da biblioteca por quase 30 anos, até se aposentar. O busto foi produzido pelo funcionário Caio Leone. Ele conta que o trabalho foi feito por meio de pesquisa de fotos e pinturas disponíveis na biblioteca. A partir delas, ele fez a escultura digitalmente, no computador, e fez modelou por meio de impressoras 3D. O busto é feito de plástico com acabamento em gesso.

Um dos convidados do evento foi o presidente da Academia Sergipana de Letras, o escritor José Anderson Nascimento. “A Biblioteca é o ponto relevante da vida cultural de Sergipe, desde a sua formação até o presente momento. A Academia Sergipana de Letras tem se somado a todas as efemérides da Biblioteca, todos os seminários e cursos que ela promove. É de uma importância muito grande para a nossa sociedade”, disse.

Outro convidado foi Lindolfo Amaral, ator e diretor teatral, representante do Conselho de Cultura de Sergipe. “Aqui é um complexo cultural porque agrega uma série de valores. Temos neste espaço a biblioteca infantil, a Galeria J. Inácio, o memorial Marcelo Déda, o Conselho Estadual de Educação e o Conselho Estadual de Cultura, entre outros. A biblioteca em si é uma galeria aberta. Além de seu prédio ter uma bela arquitetura. Ainda garoto, quando eu frequentava aqui, compreendi que a biblioteca era algo muito mais amplo”, afirmou.

Visita dos alunos

A cerimônia de comemoração dos 174 anos da Biblioteca Pública Epiphanio Dória contou ainda com a visita de alunos do ensino médio do Centro de Excelência Barão de Mauá. Os jovens tiveram a oportunidade de conhecer os diversos espaços da BPED, como a Galeria Marcelo Déda, Galeria J. Inácio, Sala de HQ, entre outros. Muitos estavam indo lá pela primeira vez, como foi o caso de Nivya Bispo, do 2º ano. “Os livros são uma paixão que estou começando a ter agora, então para mim é muito bom conhecer um pouco da cultura de Sergipe, os livros antigos que vi aqui e que nunca imaginaria conhecer. Está sendo bem interessante, confesso que estou bem emocionada. Conheci os espaços e amei a sala de Histórias em Quadrinho e a parte dos jornais antigos”, disse.

O seu colega Eric Vinícius Jesus Brito também disse ter gostado bastante. “Esta biblioteca é muito importante para a história de Sergipe. A gente, como aluno, está vendo isso. Aqui podemos imergir e compreender melhor a nossa história, vendo-a de outra perspectiva. Estou achando um lugar muito bacana”, declarou. Opinião semelhante teve a aluna Danniely Freitas Tavares. “Achei um local bem interessante, gostei muito da parte dos livros antigos. Acho importante devido ao acesso que temos a uma enorme variedade de obras e informações”, declarou.

História

Em 16 de junho de 1848 foi publicado o decreto de criação da Biblioteca Pública Provincial, que foi instalada somente em 2 de julho de 1851, em uma das salas do Convento São Francisco, em São Cristóvão, à época capital de Sergipe. O primeiro bibliotecário foi o vigário José Gonçalves Barroso. Nesta época o acervo era de cerca de 420 livros. Em 1855, com a mudança da capital para Aracaju, o acervo foi transferido para cá. Em 1908, a biblioteca passou a funcionar no prédio onde hoje está instalada a Câmara de Vereadores de Aracaju.

Em 1936, o bibliotecário Epiphânio Dória, que trabalhava lá desde 1908, por ser bastante influente, conseguiu que fosse realizada a construção de um novo prédio para abrigar a biblioteca, onde hoje se encontra o Arquivo Público de Sergipe. Em 1970, o governo do Estado decretou que a instituição passaria a se chamar Biblioteca Pública Epiphânio Dória. Em 1974, o prédio atual foi inaugurado, com a presença do próprio Epiphânio Dória, à época com 90 anos de idade. A biblioteca foi totalmente reformada durante o governo Jackson Barreto e, em 2019, reinaugurada pelo governador Belivaldo Chagas.

Fonte: SEDUC

Co



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Bate Papo

Digite seu NOME:


Peça sua Música

  • TONINHO
    Cidade: ARACAJU
    Música: So Deus Cala Minha VOZ
  • TIGRÃO
    Cidade: BARRO ALTO -BA
    Música: BOA NOITE , TONY FILHO DE OUVIR A MUSICA PANDEMIA MALVADA CRISTIANO NEVES
  • Leda
    Cidade: Itabaiana
    Música: Princesa amado batista
  • ciro pereira
    Cidade: lagarto
    Música: facas
  • Roberto de São Paulo
    Cidade: SÃO PAULO
    Música: Eu sou o Roberto de São Paulo gostaria lhe pedir Tony Filho , uma musica do Cristiano Neves, para o
  • Antonio pereira de andrade
    Cidade: BrasiliaDF
    Música: irídio e irineu - Laço da saudade
799941-0830

 
Publicidade Lateral










Estatísticas
Visitas: 314377 Usuários Online: 7





A Rádio Da Família 43 Anos Fazendo História
Copyright (c) 2022 - Rádio Princesa da Serra AM 830 khz - Todos os direitos reservados